sábado, 10 de novembro de 2012

Socialistas franceses batem em retirada

Quando Francois Hollande e os socialistas franceses atingiram o poder em Maio deste ano, a aprovação do "casamento" homossexual, bem como a aprovação de outras medidas anti-vida e anti-família, pareciam inevitáveis. No entanto, e passados que estão alguns meses, Hollande e os seus aliados encontram-se na defensiva depois dos seus planos terem sido recebidos com uma oposição forte. Essa resistência é liderada por André Vingt-Trois, Arcebispo e Cardeal de Paris.

Vingt-Trois, tal como os líderes Protestantes, Judeus e Muçulmanos, expressaram de forma assertiva a sua oposição a estas medidas, e receberam o apoio de políticos conservadores e activistas pró-vida que organizaram um protesto de alerta no dia 23 de Outubro. Outros protestos de dimensão ainda maior estão agendados para os dias 17 e 18 desde mês.

O resultado consequente foi uma alteração significativa na opinião pública, cujas sondagens haviam revelado de modo consistente um apoio ao "casamento" homossexual e ao aborto. Segundo sondagens recentes levadas a cabo pela IFOP, comissionadas pela revista Le Figaro, a oposição à adopção homossexual aumentou 10% em apenas um mês, resultando numa maioria de 52% contra. Numa aparente resposta ao clamor, os socialistas adiaram o debate em torno da proposta de lei para o próximo ano.

O Cardeal Vingt-Trois está a apelar às pessoas que entrem em contacto com os seus representantes e façam saber a sua oposição ao que os socialistas classificam de "casamento para todos." Recentemente Vingt-Trois disse ao seguinte à imprensa: 

Uma visão do ser humano que não reconheça diferenças sexuais seria uma decepção que abalaria os fundamentos da nossa sociedade e estabelecer formas de discriminação contra as crianças.

Denunciando "a pressão ostensiva de certos lobbies", Vingt-Trois acrescentou:
Isto não seria 'casamento para todos' mas sim casamento imposto a todos por parte duns poucos. Continuamos a apelar aos Cristãos e a todos que partilham da nossa perspectiva, que entrem em contacto com os seus representantes, escrevendo-lhes cartas, levando a cabo encontros e expressando-lhes as suas convicções.
 
A oposição de Vingt-Trois e ecoada por Claude Baty, líder da Federação Protestante de França e que afirma que "na criação, existe uma vontade de distinguir os sexos", e pelo Rabino Chefe de França, Giles Bernheim, que avisa que os activistas homossexuais buscam formas de "derrubar de forma definitiva" as diferenças sexuais.

A revolta tem também sido conduzida por vários mayors em jurisdições mais suburbanas e rurais, que declararam abertamente que não realizarão "casamentos" homossexuais, mesmo que a proposta de lei seja aprovada. Entre estes, o mais proeminente é Francois Lebel, mayor do 8º "Arrondisement" de Paris, que de modo destemido confrontou as sensibilidades liberais em Outubro último:

Amanhã, como é que alguém se oporá à poligamia em França, um princípio que só é tabu na civilização Ocidental? Porque é que a idade legal dos conjugues será mantida? E porquê proibir casamentos dentro da família, a pedofilia, e o incesto, que ainda são prácticas comuns no mundo?

O bispo de Toulon-Fréjus, Dominique Rey, afirma que já recolheu 100,000 assinaturas contra o "casamento" homossexual e já declarou as suas intenções de participar num protesto organizado pela Life Alliance, uma organização pró-vida e pró-família, que vai decorrer no próximo dia 17.

No dia seguinte, os activistas Católicos da "Civitas Institute", que a imprensa francesa classifica de "homofóbica" por esta denunciar o comportamento, também se manifestará contra a proposta de lei. O seu secretário geral , Alain Escada, afirma que indivíduos de 40 localizações diferentes serão trzidos para o evento.

3 comentários:

  1. Os direitos do casamento civil são para todos, que sejam MAIORES DE IDADE... COM CONSENTIMENTO E AMOR!!! Viva a Liberdade e como em Portugal, e nos outros paises, bem se tenta mudar as leis aprovadas mas sempre sem exito :).

    ResponderEliminar
  2. "casamento para todos" - A North American Man/Boy Love Association (NAMBLA) agradece os serviços...

    Casamento é para "todos" desde que respeite suas condiçoes Sine qua non:
    1) mesma especie: humanos
    2) Numero: 2
    3) Gêneros complementares: Homem e mulher
    4) Capacidade (maior de idade e condições mentais plenas) e consentimento mútuo.
    5) Impedimentos: Pai não pode casar com filha, nem irmaos entre si, ou qualquer outra combinação. Do mesmo modo não pode casar quem já está casado.

    casamento= 1 HOMEM E 1 MULHER

    Quem não atende a essas condições não podem casar.

    O significado de CASAL é esse 2 membros da mesma espécie de sexos COMPLEMENTARES. Não há casamento de 1 nem casamento de 3 ou 4, não há casamentos de especies diferentes (humano+cachorro) e não há casamento de um sexo só, simplesmente porque NAO SE FORMA UM CASAL.

    Dois homossexuais podem ser um "par" ou uma "dupla", mas nunca um casal.
    Tá na moda esquerda tentar perverter palavras e conceitos em sua "novilingua", para se perder a razão de ser de seus conceitos.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...