sábado, 7 de setembro de 2013

Lésbica esfaqueia rapariga até à morte por esta se recusar a namorar com ela


Um assassinato comoveu os moradores da cidade de Jataí, em Goiás. A polícia encontrou nesta Terça-Feira (30) o corpo de uma jovem de 18 anos que estava desaparecida desde a manhã desta segunda. De acordo com a polícia, a estudante Bianca Mantelli Pazinatto foi esquartejada por duas adolescentes, uma de 16 e outra de 17 anos.

Segundo o delegado Regional da Policia Civil André Fernandes, Bianca desapareceu por volta da 9h30 da segunda. O corpo da vítima foi localizado no quarto da casa de uma das vítimas, embaixo da cama da jovem. Segundo a polícia, crime foi premeditado e ocorreu no interior da residência, que fixa no Setor Granjeiro.

O corpo foi encontrado revestido por sacos plásticos e com as mãos amarradas para à frente. Segundo a polícia, a intenção das duas era retirar o corpo da casa e queima-lo em um bairro afastado do centro da cidade. As duas adolescentes confessaram o crime e alegaram que a motivação foi passional.

Ainda segundo a polícia, uma das menores queria ter um relacionamento amoroso com Bianca, mas a vítima não queria, o que teria motivado as duas a planear o crime. Na residência, foi apreendido um caderno com anotações sobre o assassinato, uma faca suja de sangue e uma mochila com outros objectos que teriam sido utilizados no assassinato.

Esse homicídio a princípio foi motivado por uma questão de passionalidade. Nós iremos pegar maiores detalhes, mas é um crime que não se justifica. Conseguimos a informação com o aparelho celular da vítima, e viemos até aqui (casa da suspeita). Uma das autoras é muito fria, agiu com frieza. O crime foi todo planeado”, disse o delegado.

As duas adolescentes estão apreendidas no complexo de delegacia da policia civil de Jataí, e devem ser transferidas para um centro de apreensão de menores infractores na capital do estado. A pena máxima para menores que praticaram o crime pode ser de três anos de reclusão.



6 comentários:

  1. Interessante que muito pouco se ouviu comentar sobre o caso. Agora, se fosse ao contrario, quando um gay é assassinado, até mesmo por outro gay ou pro envolvimento com drogas, a mídia, principalmente a Globo, passaria o dia inteiro, por semanas a fio, mostrando o caso como "homofobia e intilerância".
    É esta a tolerância que a gaystapo quer?

    ResponderEliminar
  2. O mais incrível é que esse caso foi contabilizado como "violencia contra a mulher" e "homofobia" O.o

    Bizarro quando uma lesbica que mata uma bissexual, por essa preferir namorar um homem, e isso é mostrado na TV como homofobia... pode?

    Gayzismo a todo vapor.

    ResponderEliminar
  3. Vítima de heterofobia?kk Não existe preconceito contra quem é heterossexual.

    ResponderEliminar
  4. heterofobia?????? Me diga quantos de vocês já sofreram isso. Que galera mais ridícula desse site, na moral.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "heterofobia?????? Me diga quantos de vocês já sofreram isso

      O facto de nós pessoalmente não termos sofrido com isso, não quer dizer que não existe.

      Há pessoas neste mundo que já foram mordidas por tubarões mas sobreviveram. Só porque isso nunca aconteceu comigo não quer dizer que não existe.

      Entendes isto, senhora soliptica?

      Eliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...