segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Activista homossexual Peter Tatchell disponibiliza-se para testemunhar em favor de Cristão

O activista homossexual Peter Tatchell disponibilizou-se para testemunhar em favor do Cristão que foi disciplinado por ter feito comentários na internet em torno das uniões civis.

Adrian Smith, um gerente de habitação na Trafford Housing Trust, foi despromovido e reduzido no seu salário em 40% depois de comentários que ele fez no Facebook alegando que o registo de uniões civis nas igrejas era levar "a igualdade demasiado longe".

Agora, Tatchell, um proeminente activista homossexual, disponibilizou o seu apoio ao sr Smith e questionou o porquê dos activistas homossexuais darem apoio ao seu castigo.

Escrevendo para o Huffington Post, Tatchell disse:

Estou a dar o meu apoio ao seu pedido de reintegração e estou pronto a testemunhar em sua defesa.

Estranho mas é verdade.

Ela acrescenta ainda:
Se um empregado homossexual fosse tratado desta forma ríspida por uma organização Cristã por fazer comentários pró-homossexualismo na sua página pessoal do Facebook, haveria um rol de acusações justificadas de homofobia.

Porquê, então, estão algumas lésbicas e alguns gays a apoiar uma penalidade tão dura contra Adrian Smith?

Claro que Tatchell sabe bem o porquê dos activistas homossexuais darem apoio a este tipo de perseguição anti-Cristã. Para a gaystapo, a liberdade de expressão não se aplica aos Cristãos visto que estes são os inimigos número um do marxismo cultural.

É do interesse da gaystapo silenciar os Cristãos (onde quer que estes se encontrem) como forma de reduzir a sua influência política.

Comentando o caso, ele disse:

Adrian Smith fez os seus comentários no seu tempo livre, na sua página do Facebook - que não é visualizada pelo público no geral. Ele apenas expressou a sua opinião. Ele não descriminou ninguém.

Não há qualquer tipo de evidência que ele tenha tratado os clientes homossexuais de forma adversa.

Ele apenas expressou a sua opinião de forma calma e não-abusiva. Ele não estava a ameaçar ou intimidar ninguém.

O sr Smith encontra-se neste momento a levar a cabo um processo legal contra o tribunal com o apoio legal da Christian Institute.

O tratamento levado a cabo pela Trafford Housing Trust contra Adrian Smith recebeu um rol de críticas por vários sectores da sociedade, incluindo o The Guardian e o New Statesman.

Fonte

. . . . . .

Uma das coisas que eu achei trágicas neste processo é o facto de alguém da lista de "amigos" do Facebook do Adrian o ter denunciado à empresa. Isto significa que quem quer emitir opiniões contrários ao marxismo cultural tem que fazê-las no anonimato; a gaystapo está em todo o lado, buscando quem possa atacar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...