quarta-feira, 10 de julho de 2013

Activistas homossexuais agridem Cristão durante uma marcha homoerótica

Um pregador de rua foi repetidamente esmurrado na cabeça e pontapeado no corpo por dois homens durante a "Seattle’s Pridefest" neste Domingo que passou - e todo o confronto foi gravado.

No vídeo perturbador que se encontra no youtube e reportado pela "Seattle’s KOMO news", dois pregadores de rua Cristãos podem ser vistos sobre a relva. Um dos pregadores tem um placard onde se lê "Jesus Salva e Cura" e "Arrependam-se", enquanto o outro tem na sua mão uma Bíblia.

No princípio do vídeo um homem corpulento aproxima-se raivosamente dos dois pregadores, ao mesmo tempo que uma das mulheres empurra de forma repetida o homem que tem a Bíblia e exige que ele se vá embora.

A situação continua a escalar até ao ponto onde um certo número de pessoas tenta tirar o placard das mãos do Cristão. Quando um dos homens consegue por fim retirar o sinal das mãos do Cristão, uma luta corpo a corpo ocorre e o homem corpulento visto no princípio do vídeo corre e esmurrra várias vezes a cabeça dum dos pregadores ao mesmo tempo que outro homem o pontapeia repetidamente. Outros tentam acabar com a luta.

A polícia prendeu Jason Queree (36 anos) que se crê ter sido o atacante principal. Alegadamente, Jason tem uma longa história de prisões e condenações por uma variedade de comportamento criminoso. Um segundo suspeito foi também preso.

AVISO: O vídeo contém profanidades e violência perturbadora por partes dos activistas homossexuais. A violência levada a cabo pelos activistas gays pode ser vista a partir do minuto 2:35.

video

Este incidente é parecido com outro que ocorreu na parada de "orgulho" gay de Toronto do ano passado (também grava em vídeo) onde um pregador Cristão foi rodeado por uma turba enraivecida de homossexuais. No entanto, nesse caso, a polícia tomou o lado dos participantes da marcha homossexual e disse ao pregador que "Vocês estão a promover o ódio." Por fim, a polícia forçou David Lynn e a sua equipa do ministério com o nome "Christ’s Forgiveness Ministries" a abandonar a área e a acabar com a pregação.

O ataque levado a cabo em Seattle é mais um exemplo da crescente onda de violência levada a cabo pelos activistas homossexuais. Em Agosto último um activista homossexual quase que foi bem sucedido na sua tentativa de matar funcionários da "Family Research Council"; o que impediu o sucesso dos seus propósitos anti-Cristãos foi o gesto heróico de um dos guardas.

Em Janeiro deste ano um grupo de Católicos brasileiros que se organizou e se manifestou publicamente ara marchar contra o aborto e contra a normalização do homossexualismo, foi vítima de ataques por parte de activistas homossexuais. Os Católicos foram cuspidos, assediados, e agredidos fisicamente pela turba de gays,  lésbicas e simpatizantes com a agenda homossexual.

Em Abril deste ano o líder da Igreja Católica na Bélgica, o arcebispo Andre-Joseph Leonard, permaneceu calmo e sentado, com os olhos fechados e em oração, à medida que 4 activistas lésbicas o atacavam com gritos e profanidades, e atiravam água contra ele.

No ano passado, um grupo homossexual auto-intitulado “Angry Queers” assumiu a responsabilidade por ter atirado pedras do tamnho duma bola de basebal para 9 janelas da  "Portland’s Mars Hill Churc", conhecida por ser a favor do casamento natural.


* * * * * * *

Não há forma alguma de existir algum tipo de paz ou acordo entre os defensores do homoerotismo e os Cristãos. A guerra aproxima-se e ela vai deixar marcas e casualidades em ambos os lados.

6 comentários:

  1. O que é revoltante ao ver essas cenas é o incomodo que os ativistas homossexuais sentem ao ver apenas uma demonstração de liberdade de expressão e religião por parte dos pregadores,que nem ao menos ofende um cidadão sequer de qualquer distinção,os verdadeiros adoradores adorarão ao pai,e dão sua cara a tapa por causa do seu nome,meu respeito a esses dois homens de Deus.

    ResponderEliminar
  2. Concordo com o fato de ter muitos religiosos que fazem manifestações pacíficas, mas muitas vezes principalmente nos EUA religiosos usam placas como "God hates fags", "Homosexuality is a sin" e várias outras que são ofensivas e anti-pacíficas, mais como uma maneira de provocar do que protestar. Sou hétero mas eu defendo o que é correto, se ouver leis e o povo decidir votar por elas, que seja feito, no entanto que seja de maneira correta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas muitas vezes principalmente nos EUA religiosos usam placas como "God hates fags", "Homosexuality is a sin" e várias outras que são ofensivas e anti-pacíficas,

      Mesmo que fossem TODOS os religiosos a usar placas desse tipo (não são; é só uma congregação com o nome de"Westboro Church, e ela é condenada pelos Cristãos "mainstream" da América), isso não justificaria a agressão bárbara que estes homossexuais levaram a cabo contra os Cristãos.

      O que tu estás a dizer é "os homossexuais podem agredir os Cristãos porque NOUTRA PARTE DO PLANETA (embora no mesmo país) *ALGUNS* Cristãos usam placas ofensivas". Isto não é lógico.

      Para além disso, há um mar de diferença entre usar uma placa e dar um soco na cabeça dum Cristao.

      Eliminar
    2. Na América criminosos vão presos.
      Agrediram covardemente alguém que jamais revidou um tapa sequer.

      Eliminar
  3. bando da caras safados,pq nao vao agredir os SKIN HEAD,OU OUTRAS FACÇOES,bando de covardes,queria ver um gordo viado desse vir pra cima de mim,acabava com a especie dele!

    ResponderEliminar
  4. Bando de camaradas safados,eles me enojam essa especie de gente,agredir e ainda querem respeito,mesmo estando errados,nunca iremos aceitar essa vergonha nojenta!

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...